Posts Tagged ‘comida’

Cinco Coisas Gostosas de Fazer

Maio 10, 2010

Wow! O tempo passou e este é o primeiro post do primeiro semestre de 2010. E que semestre mais puxado. Não sei qual a situação de vocês que estão lendo este post, principalmente dos educadores, em relação ao andamento dos últimos meses, mas para mim tem sido maluco demais.

Por isso resolvi fazer um post sobre “as cinco coisas mais gostosas” que um educador deveria fazer quando se encontra em período de caos e sem tempo para as coisas que relaxam a ajudam a mente e o corpo a funcionarem de maneira ativa e saudável.

1. Algo que me traz bastante ânimo em dias frios, quentes, trsites ou felizes é o café do Starbucks. Não é pelo café em si, mas pela diversão que se torna sair para tomar um café. Mesmo que seja em um tempo corrido, antes da aula começar ou durante o intervalo de almoço. O café é um pouquinho caro, mas me deixa muito feliz. Não posso fazer isso todos os dias, infelizmente, mas posso guardar para os dias especiais ou mais difíceis.

2. Andar de bicicleta é uma outra opção. Um pouco difícil de ser programada para o dia a dia, mas se pensada com calma e planejada com antescedência, essa pode se tornar uma atividade muito relaxante para os finais de semana. Para os que não têm uma bike, o Parque Ibirapuera é um lugar bom de andar que oferece o aluguel de bikes por apenas  R$: 5,00

3. Assstir um filme comendo pipoca no sofá, é algo realmente prazeroso e relxante de se fazer. Não exige mais do que R$: 8,00 e é muito bom para espairecer as idéias e dar umas boas risadas sentindo emoções que são diferentes daquelas com as quais já estamos tão acostumados e até cansados de sentir.

4. Algumas pessoas dizem que é coisa de criança, mas quem melhor do que um educador pra se divertir brincando com a massinha de modelar? Esta é uma atividade que você pode realizar em qualuer lugar. Até mesmo dentro do ônibus (e acreditem, já testei!) você consegue fazer isto. Quando as “esculturas” ficarem muito boas, voce as deixa secando. Em alguns dias você pode cobrir com cola, e terá uma mini escultura!

5. Se você não gostou de nenhum das opções acima, você também pode economizar um dinheirinho durante o mês para ter uma saída especial, ir aonde você deseja ir. Seja um restaurante mais caro, uma viagem, uma bate-e-volta à praia ou uma visita à um parque de diversões. Você pode se ajudar muito fazendo isto.

Essas são apenas algumas idéias, você pode pensar em coisas que gosta muito e bolar outras. Isso tudo para que tenhamos mais alegria, assim terminaremos este semestre com as muitas conquistas que sonhamos alcançadas e muitas coisas boas para dividir!

Meu Lanchinho

Setembro 29, 2009

comendoÉ hora do lanche, que hora tão feliz? Dias com hot-dog, pizza, e bisnaguinha fazem do lanche uma hora bem feliz, mas e os dias com patê de ricóta, pão integral e bolo sem cobertura de chocolate?

Quando será que nós realmente já sabemos do que gostamos, ou não, de comer? É dificil dizer, nunca sabemos ao certo de onde que saíram os nossos gostos pessoais, sabemos porém que todos eles são vindos de algum tipo de experiência pessoal com aquela comida ou gosto, que foi boa ou ruim.

lancheSegundo agumas pesquisas feitas pela Revista Crescer “Existem quatro sabores, e eles são inatos: doce, salgado, amargo e ácido. Pesquisas demonstram que bebês têm preferência pelo doce. Sorriem quando recebem açúcar e fazem caretas quando provam o amargo. Também há diferenças individuais que podem estar associadas ao grau de sensibilidade que cada um tem aos sabores. Mas o paladar não é formado só assim: odores, texturas e o prazer que a comida proporciona fazem diferença. Além da percepção geneticamente determinada, algumas dimensões, como a familiar e a cultural, orientam as preferências. A criança nasce com uma certa predisposição para gostar de uma comida e fazer cara feia para outras, mas a educação que recebe também vai influenciar.”

brincandoÉ importante percebermos o quanto a nossa atitude influencía na escolha da criança. Na hora do lanche as crianças precisam ser orientadas e dirigidas ao escolher o que querem ou não querem comer. Aprendi a dar-lhes sempre duas opções: Podem não comer a fruta se tomarem o leite/suco e podem não tomar o leite/suco se comerem a fruta. Nessa situação a criança tem a chance de escolher, mas também entende que precisa do auxilio destes alimentos para que possa crescer saudável e forte.

Existem alguma táticas que nos ajudam a alcançar nossos pequeninos, algumas delas são as seguintes:

– Conte-lhes uma história sobre um menino fraco e um menino forte, explicando como o menino forte era feliz porque dava uma chace para os verdinhos, as frutas, e todos os cereais (arroz, feijão, lentilha e etc)

– Crie receitas malucas com suas crianças que só possam ser feitas com verduras, legumes ou frutas. (adicionar leite condensado, chocolate ou açucar no caso das frutas ou tempero pronto, requeijão e presunto no caso das verduras e legumes são táticas que dão certo!)

– Explique os sucos como vitaminas poderosas, como as bebidas mágicas de algum “super-herói” que as próprias crianças podem criar.

– Incentive-os a esolherem uma fruta, verdura ou legume favoritos, crie um bonequinho e faça-os brincar com este.

Essas são apenas algumas dicas. Você pode ir muito mais longe, trabalhando diáriamente com estes conceitos.

E você, tem alguma tática?

http://revistacrescer.globo.com/Revista/Crescer/0,,EMI2290-15064,00.html

http://www.supernanny.com.br/blog/2009/07/como-fazer-crianca-comer-verduras-e.html