Posts Tagged ‘brincar’

Dica do Mês: Lego!

Agosto 4, 2010

Durante as férias de Julho, me percebi um tanto vaga e sem muito o que fazer enquanto todos os outros membros da minha família estavam trabalhando. Foi brincando de encontrar coisas antigas no meu armário que me surgiu na memória “o lego!!!”. Daí então surgiu a dica deste mês: o lego!

Lembro bem desta figura: meu irmão brincando de lego e eu inventando coisas “de menina” com o lego dele, completamente desatenta ao fato de que aquelas pecinhas construiam aviões e coisas do tipo. É incrível como era fácil fazer a asa de uma aeronave se transformar em um cone de sorvete ou num chapéu.

Depois de desenterrar esta memória resolvi procurar sites de venda na internet, para buscar o meu único e tão feliz amigo lego! Para a minha surpresa, não só encontrei o lego, encontrei o lego ROSA! Sim! Lego para meninas… Cada caixa mostrava opções com mais ou menos peças e etc. Fiquei tão feliz! Eu, uma pedagoga, de 21 anos, estava ansiosa para gastar minhas férias brincando de lego.

Fiz o pedido e alguns dias depois ele estava lá, até mesmo a minha cunhada quiz brincar. Como é bom desfrutar das alegrias de entender e gostar de estar com crianças, e até quem sabe de vez em quando dividir os mesmos intersses e atividades.

Para quem quer mais:

http://www.submarino.com.br/produto/3/21576241

Anúncios

Pequenos Escravos

Abril 29, 2009

Vivemos em tempos em que nossas crianças estão vivendo como pequenos adultos. A criança que hoje se encontra no período considerado como Infância esta experimentando um encurtamento desta fase de vida que deveria ser protegida e prazerosa.

Se em um lado temos a criança que está no campo que não consegue encontrar tempo para brincar entre o trabalho e a escola, do outro, na cidade lidamos com pequenos que independentemente da classe social correm em função da produção do trabalho.

balletOs mais privilegiados estão na luta para manter aquilo que foi conquistado pelos pais, que por sua vez querem criar pessoas prontas para a realidade, que lutam, que competem e principalmente: que ganham! São crianças que se perdem entre o futebol, natação, ballet, judô e as vezes não encontram tempo para brincar.

As crianças de rua ou moradores de favela estão correndo para lá e para cá, pulando de um canto para o outro tentar ganhar algum dinheiro. trabalho-infantilCatando lixo na rua ou trabalhando para os pais também não encontram tempo ou importância para a escola, sem contar com o agravante da violência e das drogas que oferecem uma aparência de “facilitadores” dentro desse desespero de viver para sobreviver.

Os mundos são opostos, mas correm em função dos mesmos elementos. As crianças são diferentes, mas são todas crianças. Ser criança não significa ter infância.

Sobre Infância Interrompida: http://revistaeducacao.uol.com.br/textos.asp?codigo=10031

Para ler:

http://www.livrariacultura.com.br/scripts/cultura/resenha/resenha.asp?nitem=2745101&sid=2291961871142943050254974&k5=37C679F5&uid=