Palmada no Bumbum?

PalmadaCrianças: seres doces e amáveis com os quais nós tanto gostamos de nos relacionar e estar junto. Do jeitinho que eles são nos fazem querer estar mais perto, nos movem de maneira que passamos a querer ser mais e nos admiram fazendo-nos crecer… Trocamos momentos de aprendizagem, carinho, dificuldade, desenvolvimento e tantas outras coisas que nos fazem criar laços mais fortes do que um simples contrato entre aluno e professor.

Mas todo educador tem estocadas, em uma de suas prateleiras da mente, histórias divérsas sobre situações nas quais esses pequeninos têm algo a dizer em algum momento descabido ou inesperado, quando ainda estão aprendendo a nos testar e acima de tudo estão quando estão aprendendo as relações de autoridade que existem em seu mundo. O cuidado que temos que ter neste momento é com a seguinte situação: Crianças também manipulam e gostam de mandar nos outros e em si mesmas!

Toda criança passa por sua fase desoediente quando não aceita nenhuma instrução dos adultos e regras sociais ao seu redor. Pode ser apenas uma fase se for tratada com correção, ou pode se tornar um problema de personalidade se vista com descaso.

Que a criança precisa ser corrigida todos sabemos, mas como corrigir é aonde mora a dúvida.

Fabiana é um pedagoga que trabalha com a educação infantil e tem um filho de 4 anos, em uma de nossas conversas sobre correção ela disse: “Sabe, eu acho que as vezes até exagero, meu filho reclama muito quando eu berro e chega até a ficar assustado. Mas eu cumpro com minha palavra, dou castigo, palmada e tiro alguns privilégios se for preciso, sinto dó, mas ele me respeita porque sabe que eu cumpro” – Essa atitude é uma atitude difícil de ter mas muito respeitável. Quando somos firmes cumprindo com a punição em casos de desrespeito e desobediência, também estamos permitindo reflexões e o desenvovimento da consrução de valores.

Laura é psicóloga e tem dois filhos, um de 5 anos e outro de 1 aninho. Quando nos ouviu conversando sobre “palmadas”, Laura nos contou sobre sua experiência com seus filhos também: “Olha, as vezes meu menino mais velho me dá muito trabalho, mas eu sinto que ele não liga de ser castigado. É que eu tenho dó sabe? Quando chega na hora de fazer o que falei que ia fazer eu acabo não fazendo”

Cada mãe tem sua vivência e também seus próprios filhos. Nós que assistimos de fora, como educadores, tios, avós, amigos, padrinhos, primos e etc, achamos que entendemos bem a situação. Mas afinal de contas – Devemos ou não dar umas palmadas em situações de necessidade?

Para quem quer saber mais:

http://ajudaemocional.tripod.com/rep/id86.html

http://www.espacoacademico.com.br/042/42lima.htm

http://www1.folha.uol.com.br/folha/equilibrio/noticias/ult263u3629.shtml

Anúncios

Etiquetas: , , , , , , , , , , , , , , , ,

3 Respostas to “Palmada no Bumbum?”

  1. Silas e Eliana Says:

    Dei palmadas nos três na hora em que julguei necessárias, e pelo que parece deu certo!!!!!! o que vc acha??????
    hehehehehehe
    beijinhos
    Te amo e parabéns pelo blog
    Manheeeeeee

  2. Carlos Says:

    Como alguém que trabalha com escola, fica fácil ver que palmada é desnecessário. Se vocês pegassem uma professora dando palmada nos alunos, iam achar normal? Uma criança não deve apanhar NUNCA, para não crescer achando que a força é solução.

    Na escola o máximo que usamos é o “você fez algo errado e agora vai ficar dois minutos sentado aqui para se acalmar.”

    Não usamos o “vai para o canto pensar”, porque não queremos associar a idéia de pensar com a idéia de algo desagradável.

    Abs,

  3. Stela Says:

    não acho que palmadas e berros sejam a solução mesmo, pode-se ter uma conversa com a criança de forma séria, olho no olho, coloca-la pra se acalmar e até perder coisas que ela gosta como forma de consequencia, agora gritar ou pior bater, só mostra a criança que seus pais estão descontrolados e o pior, como aprendem tambem com o nosso exemplo, vão achar normal gritar ou bater pela vida a fora…
    exige mais paciencia e muito comprometimento, mas com certeza é melhor que gritar .(!!)

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: